Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

365 dias

Rock In Rio com os Queen

DSCF0760net.jpg

 

Confesso que estava apreensiva… ir ouvir os Queen sem aquele que para mim era os Queen …

Freddie Mercury dava a voz, a alma e o carisma a uma das bandas que marcou parte da minha adolescência.

E se Freddie Mercury é de facto insubstituível, quem o fosse substituir sabia de antemão que teria de lidar com a comparação e se conformar em ficar na sombra da grande estrela.

Adam Lambert que aceitou a enorme responsabilidade de dar voz aos Queen, recordou que “There’s Only One Freddie Mercury” numa sincera homenagem prestada ao vocalista que consagrou a banda dos Queen. De seguida agradeceu e acrescentou que era um privilégio estar ali, a cantar as músicas de uma das maiores lendas dos anos 80. As críticas não pouparam o cantor que na minha opinião portou-se muito bem.

Ao longo de 2 horas, recordámos êxitos como “Under pressure”, “Love of my Life”, “Who wants to live forever”, “Another one bites the dust” entre tantos outros.

Cantámos, pulámos e até nos emocionámos quando nos ecrãs surgiu Freddie Mercury a cruzar a voz com Adam Lambert no tema "Bohemian Rhapsody".

Momento inesquecível foi também quando Brian May, o guitarrista dos Queen, cantou sozinho o tema “Love of my life”, num tom acústico, acompanhado por uma plateia de 74 mil pessoas.

Foi mágico!

Destaque para os dois elementos da banda, o guitarrista Brian May e o baterista Roger Taylor que nos momentos que tiveram a solo mostraram a verdadeira essência dos Queen e impressionaram pelo talento e destreza que passados tantos anos ainda têm.

“São bons!” Era o que se ouvia um pouco por todo lado – “Estes gajos são mesmo bons!”

Na passada sexta-feira uma multidão de 74 mil pessoas juntou-se no parque da Bela Vista para recordar e delirar com as músicas dos Queen, uma banda que fez história. Esta semana o Rock In Rio continua com outras bandas mas o mesmo ambiente giro e descontraído que caracterizam este festival.

Foi um concerto memorável!

 

Instagram

Vamos ao museu?

museu 18.jpg

Museu de Arte Antiga @2016

 

Se é daquelas pessoas (como eu) que gosta de levar a família toda atrás quando vai visitar museus, palácios, monumentos, mas acha que este programa sai caro, fica a saber que nos próximos dias 18 e 21 de Maio não lhe vai custar nada.

Se não é, aproveite na mesma pois nestes dias as entradas são mesmo GRATUÍTAS!

No dia 18 de Maio comemora-se o Dia Internacional dos Museus e todos os Museus, Palácios e Monumentos pertencentes à rede da DGPC (Direção-Geral do Património Cultural) têm entrada livre.

No dia 21 de Maio a noite é dos Museus e a entrada é gratuita a partir das 17h30 (Noite dos Museus 2016).

O programa está em constante atualização mas podem espreitar aqui, o que se prevê ser dois dias cheios de atividades para toda a família.

Eu cá já fiz uma lista dos espaços que quero visitar e quarta-feira é dia de correr as capelinhas…

Tanta coisa para ver e tão pouco tempo…. É aproveitar ao máximo!

 

Instagram

A pé até ao Castelo dos Mouros

 sintra2049.jpg

Vista do Palácio da Pena obtida do Castelo dos Mouros

 

Adoro caminhadas ao ar livre! Deixo-me envolver pelo ambiente e mando para trás das costas as rotinas do dia a dia. Relaxam-me, desintoxicam-me e ajudam-me imenso a arrumar ideias.

Deixo-vos aqui um relato da nossa última caminhada e uma ideia para construirem o vosso próprio roteiro. Sintra tem uma imensidão de sítios lindos para visitar, explorar e descobrir.

 

sintra1681.jpg

sintra1707.jpg

sintra1715.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sintraFuji72625 .JPG

 Centro histórico de Sintra

 

A 400 metros de altitude, sobranceiro à vila de Sintra, o Castelo dos Mouros é um dos edifícios de visita obrigatória para quem passa por esta vila, a par do Palácio da Pena, Quinta da Regaleira, Palácio de Monserrate, Convento dos Capuchos e tantos outros.

Fortificação militar erguida por volta do século IX, o Castelo dos Mouros é um testemunho da passagem dos muçulmanos por esta região. Na sua origem esteve a proteção da vila de Sintra, a defesa do território local e dos acessos marítimos à cidade de Lisboa.

Abandonada após a reconquista, a fortificação caiu em ruínas, sendo no século XIX restaurada pelo rei D. Fernando II e incluída nos jardins do Palácio da Pena, como uma ruína romântica.

Do alto das suas muralhas obtemos uma das melhores vistas sobre a vila de Sintra e arredores, numa paisagem fantástica que se estende até ao oceano Atlântico.

sintra2038.jpg

 Vista do centro histórico de Sintra das muralhas do castelo dos Mouros

 

O acesso pode ser feito por carro, autocarro, bicicleta ou a pé (existe a possibilidade de alugar uma bicicleta elétrica no centro histórico da vila). Os tuk tuk também já chegaram à histórica Sintra e apesar de facilitarem alguns percursos não posso dizer que gosto da ideia.

O percurso pedonal está assinalado entre o centro histórico e o Castelo. Um trilho pedestre que nos leva a dois dos mais extraordinários monumentos de Sintra: o Castelo dos Mouros e um pouco acima o Palácio da Pena.

sintra1988.jpg

 sintra2131.jpgsintra1962.jpg

 

 

 

 





 

 

 

 

 

 

Palácio da Pena (esquerda) e muralhas do Castelo dos mouros (direita). Sintra está bem preparada para receber os vistantes: os monumentos e os percursos estão bem sinalizados

 

Trocámos a Sintra populosa, repleta de turistas e optámos pelo percurso pedestre. Seguimos pelos caminhos da floresta, percorremos os antigos caminhos de ronda e subimos a colina até ao castelo, num total de cerca de 4 kms que nos levou 2 horas, com algumas paragens pelo meio.

Subimos pelo caminho de Santa Maria, com início na vila. O passeio é lindo e merecedor pelas vistas que nos oferece ao longo de um trilho empedrado rodeado de vegetação densa e árvores centenárias que recria um ambiente romântico e misterioso.

As ruínas estão bem conservadas e a sinalética vai-nos contando a história do local.

O regresso foi feito pelo caminho Sasseti, com início perto da entrada principal do castelo, em pleno parque da Pena. Este caminho é feito fora do recinto muralhado e atravessa a Quinta da Amizade, situada a meia encosta do castelo. Entre trilhos apertados e íngremes, rodeados de vegetação descemos a colina, conhecemos os jardins, o chalet e saímos da propriedade junto ao Parque das Merendas. 

 

sintra1717.jpg

sintra1734.jpgsintra1746.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

sintra1918.jpg

sintraFuji72634 .JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Caminho Santa Maria - Castelo dos Mouros (interior) - Caminho Sasseti

 

Qualquer das opções está bem sinalizada!

 

Classificado como Monumento Nacional desde 1910. Em 1995 a UNESCO classifica a Serra de Sintra como Paisagem Cultural – Património da Humanidade.

 

Dicas?!? Calçado confortável, água, máquina fotográfica e paragem obrigatória na pastelaria Piriquita onde repusemos as energias gastas com alguns travesseiros e umas queijadas de Sintra, depois de algumas horas a andar.

Como apontamento final, achei os preços de entrada um tanto exagerados. O património cultural deveria estar ao alcance de todos e convenhamos que 6,5 euros por criança e 8 euros por adulto não é uma quantia ao alcance de todas as famílias.

 

Resta-me desejar-vos uma boa caminhada!!!

 

 

Informações Uteis:

painelsintra02.jpg

IMG_20160505_162119.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Tabela de preços (direita) e o nosso percurso (esquerda)

 

 

Instagram

Por aqui...

cascais.JPG

Farol de Santa Marta - localizado junto ao Forte de Santa Marta e à casa de Santa Maria (uns metros à frente da Marina de Cascais). Funciona atualmente como museu dedicado à vida dos antigos faroleiros, à tecnologia e à história do farol.

 

Há dias em que me sinto uma privilegiada por viver aqui!

Aqui em Portugal e aqui na terra onde cresci e sempre vivi. A dois passos de Lisboa, com cheiro a mar, areia nos pés e algum vento à mistura…. principalmente no Verão.

Da minha janela avisto a Serra de Sintra envolvida pelo cheiro a mar.

Acordo com o som das gaivotas que me dizem o estado do mar.

O hábito ensinou-me a olhar para Norte e perceber se está vento na praia evitando assim os 7 km de estrada que nos separam.

Em dias como este apetece sair de casa e passear...

 

 

cascaisFarolStaMaria.jpg

 Casa de Santa Maria e Farol de Santa Marta - A casa de Santa Maria é mais um dos edifícios emblemáticos da vila de Cascais. Construída em 1902 é da autoria do prestigiado arquitecto Raul Lino 

 

cascais BocaInferno.jpg

 Boca do Inferno - um local que a força do mar revolto escavou, originando uma paisagem natural fantástica, digna de um cenário de filme

 

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sobre Mim

Olá! Criei este espaço para partilhar momentos, fotografias, viagens e locais que vou conhecendo. Todas as fotos publicadas são da autoria do 365dias... espero que gostem!

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D